20 de ago de 2009

Comandos básicos do Linux

O Linux possui diversas e ótimas interfaces gráficas, como o Gnome e o KDE. Mas muitas tarefas podem ser simplificadas e agilizadas com o uso da interface de linha de comando, onde você digita os comandos para dizer ao computador o que ele deve fazer. Isto pode ser feito utilizando-se o Terminal ou uma sessão shell.

Abrindo um Terminal

No Gnome, vá ao menu Aplicações > Acessórios > Terminal ou pressione simultaneamente as teclas Alt+F2, e na caixa de texto digite "gnome-terminal" e tecle “Enter”.

Abrindo uma sessão shell

Tecle simultaneamente Crtl+Alt+F1 (ou F2, F3, ...F6). Um console modo texto será exibido solicitando um login, onde você deverá entrar com seu usuário e senha para ter acesso ao prompt de comando (para voltar ao modo gráfico, tecle simultaneamente Alt+F7).

Alguns comandos básicos

Aí vai uma listinha de comandos básicos muito úteis para usuários Linux. Uns mais conhecidos, outros menos, alguns específicos para uso como administrador (root) ou sudo (se disponível):

df -h
Mostra o espaço em disco do sistema de arquivos usado por todas as partições (usa megabytes (M) e gigabytes (G) para relatar os tamanhos).

free -m
Este comando exibe a quantidade de memória livre e usada no sistema (em megabytes).

uname -m
Exibe a arquitetura da máquina.

uname -r
Exibe o release do sistema operacional.

lsb_release -a
Exibe as informações do sistema e da distribuição.

ps aux
Apresenta todos processos sendo executados no sistema, de todos os usuários, incluído o nome do usuário a qual o processo pertence.

kill
Finaliza, ou no popular, “mata” processos sendo executados pelo seu PID. Exemplo: ”kill -9 1345” mata o processo de PID número 1345. Para saber qual PID de determinado processo que esta sendo executado pode ser utilizado o comando ps aux.

killall
Finaliza processos pelo nome ao invés do PID como faz o comando kill. Exemplo: ”killall mozilla-firefox” para finalizar o processo mozilla-firefox, fechando com isso o navegador web Mozilla Firefox. Os nomes dos processos ativos podem ser observados com uso do comando ps aux.

whereis
Usado para localizar o binário, o fonte e a página man (manual) dos comandos do sistema. Exemplo: ”whereis ls” para descobrir onde se encontra o arquivo binário, os fontes e o manual (man) do comando ls.

halt
Encerra o sistema.

reboot
Reinicia o sistema. Equivale aos comandos ”sudo init 6” e ”sudo shutdown -r now”.

shutdown
É a forma mais segura de reiniciar e finalizar o sistema, advertindo os usuários logados e bloqueando novos logons. Exemplos: ”sudo shutdown -h now” para encerrar o sistema imediatamente; ”sudo shutdown -h +15” para encerrar o sistema daqui a 15 minutos; ”sudo shutdown -r 20:30 'O sistema será reiniciado as 20:30 horas!'” para reiniciar o sistema as 20:30 horas enviando a mensagem "O sistema será reiniciado as 20:30 horas!" a todos usuários logados.

Teclas de emergência do Linux

Quem é que já não se deparou com um travamento no Linux onde nem a combinação Ctrl+Alt+Backspace dá jeito? Para situações como esta pode-se usar as teclas de emergência do kernel, que são comandos de baixo nível pouco conhecidos que podem desempenhar uma função primordial na vida de usuários Linux.

Desligando o computador

A primeira combinação de emergência é usada para sincronizar os discos e desligar o computador instantaneamente evitando problemas nos sistemas de arquivos. Ela é ideal para quem precisa desligar o computador rapidamente sem danificar seus sistemas de arquivos, ou quando a máquina trava e por qualquer motivo não permite o desligamento normal.
Mantendo ALT pressionado, tecle Print Screen (ou PrtSrc) e depois O.

Reiniciando o computador


Assim como o Ctrl+Alt+Del do MS-DOS o kernel do Linux também possui uma chamada de emergência que permite reiniciar a máquina. Veja como fazer:
Mantendo ALT pressionado, tecle Print Screen (ou PrtSrc) e depois B.

Sincronizando os discos

Se você acha que a força vai cair e precisa trabalhar até a ultima hora mas tem medo de danificar seu sistema de arquivos, poderá sincronizar seus discos de tempos em tempos.

Para sincronizar discos em caso de emergência:
Mantendo ALT pressionado, tecle Print Screen (ou PrtSrc) e depois S.

Segurança

Se por algum motivo algo está ameaçando a segurança do seu sistema, como a execução acidental de um script malicioso como root ou de programa desconhecido, poderá colocar os discos como somente leitura e evitar danos mais sérios.
Mantendo ALT pressionado, tecle Print Screen (ou PrtSrc) e depois U.

Por enquanto, é isso. A ideia foi listar alguns comandos que, por não serem usados com frequência, acabam esquecidos (estou falando de mim mesmo). Outros comandos poderão, futuramente, serem adicionados a esta lista.

O guia completo de comandos básicos para o Linux pode ser encontrado AQUI (fonte de referência).

0 comentários